Siga por e-mail

sexta-feira, 1 de abril de 2011

O Marketing, a Coca-Cola e Eu

Eu sou uma presa fácil do marketing. Adoro peças publicitárias bem elaboradas, promoções que nos levam a crer que estamos levando enorme vantagem (mesmo sabendo que nunca lucramos mais que os fabricantes) e brindes.

Comprei o tempero kinor meu feijão encantada com a promessa de um feijão congelado com cara de novinho. Além disso, sempre gosto de embalagens bonitas e as propagandas poéticas, como por exemplo esta recente campanha da Coca-Cola. Achei lindo! Fiquei com lágrimas nos olhos.

Podem falar o que quiser: da pretenção da Coca em querer matar a sede do mundo (sengundo sua Visão elaborada em Planejamento Estratégico); de querer mostrar que a bebida é uma das coisas boas que o mundo tem; que é um grande símbolo da hegemonia Americana (que está em decadência) e que é o maior símbolo do capitalismo. Eu nem gosto tanto de Coca, mas amei o vídeo.

A música também merece uma atenção especial. Cantada por crianças, comove nossos corações e faz os executivos da Coca vibrarem de alegria com os objetivos alcançados.
Aí está para quem quiser assistir.