Siga por e-mail

terça-feira, 17 de maio de 2011

Amor




Acordar, escovar os dentes, tomar café e sair para o trabalho.

Ir ao dentista, fazer reunião com o chefe, enfrentar o trânsito.

Pagar o vigia, fazer academia, tomar um suco.

Telefonar para a mãe, ir ao cinema, ter o carro arranhado.

Pagar as contas, presentear o sobrinho, planejar o almoço de domingo.

Ir ao shopping, atravessar a rua, gripar, sorrir, chorar.

Rezar, brincar com o filho do vizinho, discutir com seu amor.

Pensar no futuro, refletir sobre o passado, ler um livro.

Queimar a comida, lavar roupa, passear ao ar livre.

Qualquer ato da vida depende de algo para pulsar: o amor.

Não importa a raça, credo ou sexo.

O importante é amar, ser amado e respeitar.

SOMOS CONTRA A HOMOFOBIA.
17 de Maio: Dia Internacional contra Homofobia

6 comentários:

Nut. Juliana Tolêdo disse...

Amei. É um estar-se preso por vontade...

Michelle disse...

Adorei o post, prima!

Não só contra a homofobia, sou contra qualquer tipo de preconceito!

Beijos!

Amo você!

Mi

meias coloridas disse...

Tudo isso e mais um pouco vira monotonia, marasmo, pouco caso se não houver amor.
Estou derretida.

Cucchiaio pieno disse...

Belíssimo!
Também sou contra a homofobia.
Abraços fraternos
Léia

Francielle Felipe disse...

É por isso que blogamos juntas minha querida. Sintonia!
Nice post!

Cristiano disse...

Sou contra a homofobia, apesar de fazer inúmeras piadinhas sobre o tema. Acho que o que você não pode brincar é um problema.
Mas respeito quem não gosta das brincadeiras. Você pode fazer piada de tudo, mas não com todo mundo. Ademais, adorei a foto. Gosto de ver gatinhas se beijando.