Siga por e-mail

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Preciosas irmãs


Coisa que eu gosto é de ter irmãs, até por que eu só tenho a elas. Não sei como é ter irmãos, mas observo que quem tem muitas irmãs, como minha sogra, possui uma preciosa rede de afetos.

Por sorte, somos irmãs que se dão bem. Uma muito distinta da outra, interesses e inclinações pessoais que fazem com que esta relação seja ainda mais rica.

Nelas tenho a nostalgia do sabor das brincadeiras de boneca na infância, das epopéias que eram as “cozinhadinhas” e o auxílio sempre imprescindível do “Seu Damásio” para acender o fogo que nunca pegava.

Nelas a referência de amizade para buscar no mundo a fora, o julgamento de gosto quase sempre muito bem humorado das minhas esquisitices, o conforto de me sentir em casa e sempre bem-vinda.

Não sei como descrever o quanto eram e ainda são, divertidas e reconfortadoras nossas conversas. Digo reconfortadoras por terem a incrível habilidade de preencher o meu coração de alegria espontânea, sincera e motivação para amá-las ainda mais. Antes, pela madrugada a fora em nosso quarto comprido, com as três camas enfileiradas onde meu pai sempre aparecia para dar uma bronca, mandando a gente fazer silêncio com aquela cara de riso, do tipo “Tô aqui por que sua mãe mandou” e hoje, na cozinha da casa dos meus pais.

Preciosas conversas onde se fala de tudo, de todos, as minhas impressões de mundo são sempre atacadas às risadas e tento filosofar com minha mãe. Aliás, parece que a mãe virou um pouco irmã, e hoje mais que nunca assumiu um papel de parceria longe do tom professoral e diretora de escola de sempre.

Então é isso, é por amá-las que publicamente digo o que mais gosto em vocês. Valiosas, importantes, admiráveis e presumidas como quesito para minha felicidade.

4 comentários:

Ângela Nery Soares disse...

Que lindo Diva!!!Certamente vc tem o mesmo valor pra elas!!
Excelente final de semana pra vc!!
Beijocas

Sônia Regina disse...

Fran como voc~e consegue colocar em palavras coisas sentimentos momentos que muitas não vezes sentimos e não conseguimos explicar e você danada como so voc~e é consegue me emocionar mais uma vez sinto grande orgulho de você. beijos

Ana Carolina Carvalho disse...

Ter irmã é realmente muito bom. São muitas as lembranças das brigas e do companheirismo na infancia. Pena que a vida tem rumos diferentes... Mas ter irmão também é muito bom, viu?
Parabéns pelo texto, amiga. Suas irmãs são realmente especiais.

Alessandra disse...

Prima que lindooo!! me emocionei ao ler.. as lágrimas cairam sem eu perceber!
O amor é inspirador em todos os momentos! Família linda e abençoada! Agradeço sempre a Deus por ter colocar vocês em minha vida!!
Beijo grande!