Siga por e-mail

sexta-feira, 1 de abril de 2011

O Marketing, a Coca-Cola e Eu

Eu sou uma presa fácil do marketing. Adoro peças publicitárias bem elaboradas, promoções que nos levam a crer que estamos levando enorme vantagem (mesmo sabendo que nunca lucramos mais que os fabricantes) e brindes.

Comprei o tempero kinor meu feijão encantada com a promessa de um feijão congelado com cara de novinho. Além disso, sempre gosto de embalagens bonitas e as propagandas poéticas, como por exemplo esta recente campanha da Coca-Cola. Achei lindo! Fiquei com lágrimas nos olhos.

Podem falar o que quiser: da pretenção da Coca em querer matar a sede do mundo (sengundo sua Visão elaborada em Planejamento Estratégico); de querer mostrar que a bebida é uma das coisas boas que o mundo tem; que é um grande símbolo da hegemonia Americana (que está em decadência) e que é o maior símbolo do capitalismo. Eu nem gosto tanto de Coca, mas amei o vídeo.

A música também merece uma atenção especial. Cantada por crianças, comove nossos corações e faz os executivos da Coca vibrarem de alegria com os objetivos alcançados.
Aí está para quem quiser assistir.




2 comentários:

Cucchiaio pieno disse...

Oi querida
Estive na fábrica da coca-cola (onde ela foi inventada) em Atlanta e é um sonho!
Eles também mostram um filminho incrível!
Bjos
Léia

Nut. Juliana Tolêdo disse...

Também achei lindíssimo! Penso que os números devem estar próximos do real sim, e que a propaganda é uma injeção de ânimo. Mas contestei a questão da internet (que é parte ativa do meu mundo) e não sei se vai tão bem assim em relação a AMOR verdadeiro.

Mas acredito que seja importante que as "forças do bem", em maior número, façam questão de serem mais fortes que o "mal". Que os donos de ursinho de pelúcia saibam enfrentar os tanques. Acredito que a união faz a força. Acredito mesmo. Mas a consciência faz a união. Foi assim que hoje 98% das latinhas são recicladas no Brasil. Temos potencial para solucionar problemas, mas é preciso querer.

Vamos doar sangue? Vamos juntar latinhas? Vamos insistir para que nas nossas casas seja feita coleta seletiva? Vamos nos mexer, porque esse mundo tem muita coisa boa esperar para ser (re)descoberta.