Siga por e-mail

terça-feira, 29 de março de 2011

O sentido prático do uso de uma aliança

   Nas celebrações de casamento há toda aquela reflexão poética sobre a aliança, a união de dois corações, etc, etc. Então, eu sempre acreditei que o tal anel era apenas um símbolo de amor, e que na prática poderia até ser descartado.
   Há certo tempo, em uma confraternização fui apresentada por um amigo a seu convidado. Como o moço era professor, engatamos longa conversa sobre nossos universos de trabalho e objetos de pesquisa. Num dado momento, levei a mão esquerda ao queixo (eu estava realmente interessada no que ele dizia) e a reação foi de terror: seus olhos ficaram arregalados, o brilho da aliança foi fulminante. Ele não terminou o assunto, pediu licença imediatamente, disse que precisava beber água e não voltou mais.
   E eu na minha ingenuidade pensei: “Gente, eu achava que tava fazendo um novo amigo!”. Nesse momento me dei conta da utilidade desta simples jóia. No mesmo minuto, rindo, conclui: “Isso não é uma aliança, é um escudo! Se o marido soubesse, ia ficar feliz com a eficácia do investimento em ouro.”
   Dois anos se passaram desde então. Em recente viagem ao Rio de Janeiro, perdi a aliança do meu marido na praia de Ipanema. Ele ficou bravinho e eu tentando acalmá-lo, sem nenhum sofrimento íntimo disse: “Fica tranqüilo amor. Quando sobrar um dinheirinho te dou outra mais bonita!”
   Neura minha ou não, crise dos trinta ou sei lá o que, mas ultimamente tenho a sensação de que as mulheres que o cercam andam mais sorridentes e uma leve insegurança me abateu (e olha que aqui não falta auto-estima). Será que as investidas aumentaram desde então? E na ausência do escudo de ouro, como ele reagiria a uma proposta? 
   Eu não quero nem saber a resposta destas minhas indagações, mas como prevenir é melhor que remediar, vou fazer a minha parte, comprarei a nova aliança com urgência.

Fran

6 comentários:

Mãe do Dudu e do Guigui disse...

Muito bom o seu texto! A aliança carrega muitas simbologias e serve também de aviso aos navegantes como aconteceu no seu relato. rs
Mas também acredito que ela não irá impedir algo quando alguém está pré-disposto a isso. Quando a pessoa quer... rhum... ninguém segura!

Francielle Felipe disse...

Não impede mesmo! Mas, melhor não facilitar né?! Rsrsrs

Dani_MESB disse...

Divirto-me com seus textos!!

Ana Carolina Carvalho disse...

Amiga, aliança é tudo de bom! Apesar de opniões contrárias, eu ainda prefiro acreditar que ela previne muitos "mal entendidos"

Fernanda Felipe disse...

Eu fui ao restaurante com o Bruno esses dias, ele perdeu a aliança, o vigia do carro soltou até piadinha de amante. No outro dia ele mandou fazer a bendita!

Susana Gama disse...

Quando casei eu e o meu marido decidimos usar aliança. Passados poucos meses ele informou-me que desde que usava a dita as investidas do mulherio tinham aumentado. Decidimos deixar de usar.